ESCOLA BRASILEIRA DE LINGUAGEM DO CORPO E PSICANÁLISE – CRISTINA CAIRO
CURSO LIVRE DE FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE INTEGRATIVA COM LINGUAGEM DO CORPO


O que é Psicanálise?
A Psicanálise é uma prática que tem como objetivo a investigação e compreensão do inconsciente, uma forma de tratamento das psiconeuroses que acometem os seres humanos. Como método de tratamento utiliza-se: a livre associação de ideias, a interpretação dos sonhos e a análise dos atos falhos.

Quem é o criador da Psicanálise?
Sigmund Freud (1856-1939) foi médico, austríaco e o criador da Psicanálise que surgiu por volta de 1882. Concentrou seu trabalho em pacientes com sintomas histérico-neuróticos quando descobriu que os desejos reprimidos e, portanto, inconscientes, levavam aos conflitos psíquicos existentes.

O que é Linguagem do Corpo?
A Linguagem do Corpo é a psicologia da correlação mente/corpo e confirma que o corpo é o reflexo da mente. Ciência metafísica, originária da medicina egípcia, chinesa e indiana, a Linguagem do Corpo é um eficaz instrumento de autoconhecimento reconhecido e valorizado no oriente. Na Antiga Índia, Tibete, China e Indonésia, esse conhecimento era empírico e passava-se de pai para filho. Todos os médicos sacerdotes faziam diagnósticos através dessa correlação. Devido às guerras políticas e religiosas, esse conhecimento foi escondido em templos e em antigas bibliotecas como: Alexandria no Egito, Vaticano e Grécia e somente os Sacerdotes podiam se utilizar secretamente dessa linguagem.
Hoje, a medicina psicossomática se atreveu a recolocar a "mente no corpo" e apontar emoções negativas que causam distúrbios orgânicos. Mas, a Linguagem do Corpo, por não se afiliar a nenhum dogma, tem respostas mais profundas. Somos uma ciência que médicos, psicólogos e até advogados se utilizam, porém, com discrição para não sermos "atacados" pela "ciência materialista e cética".
A Linguagem do Corpo é um diagnóstico exato e fisiológico e, ao ensinarmos como mudar a causa, a pessoa se cura de todas as doenças, incluindo as hereditárias, que são apenas a repetição dos padrões mentais da família. Ao longo dos anos, o ocidente tem confirmado a veracidade desta ciência e, portanto, integrando tais conhecimentos para a compreensão da psique humana.
A Escola Brasileira de Linguagem do Corpo e Psicanálise dirigida pela Professora Cristina Cairo, foi fundada em 2004. Cristina Cairo já ministrava cursos e palestras sobre qualidade de vida pela Linguagem do Corpo há alguns anos antes e com o tempo, aprofundou o trabalho da escola com conhecimentos sobre Física Quântica, Medicina Psicossomática, Programação Neurolinguística, assuntos abordados em seus livros, além de outros estudos como Astronomia e Astrologia, que revelam a verdade sobre a origem humana.

O que é Psicanálise Integrativa?
A Psicanálise é um método eficaz ao tratamento do psiquismo e a Escola Brasileira de Linguagem do Corpo e Psicanálise acredita que, a integração da contribuição de Freud com os conhecimentos milenares da Linguagem do Corpo e todo seu embasamento, bem como os demais saberes integrativos ensinados pela escola e sua equipe, complementam a interpretação, ação e entendimento do ser humano, tanto para a clínica psicanalítica, quanto em qualquer área de atuação que demandam contato com a complexidade humana.
Nossa base de conhecimento integrado à Psicanálise será o aprendizado teórico e clínico da Linguagem do Corpo (Psicologia da Correlação). Mas também abordaremos outras metodologias de autoconhecimento como: Astrologia, Constelação Sistêmica Familiar e Programação Neurolinguística. Nosso objetivo é ampliar a compreensão sobre a mente humana e unir técnicas e recursos à prática psicanalítica.

Quais os benefícios de estudar Psicanálise Integrativa?
Estudar Psicanálise Integrativa é uma jornada única, de transformação pessoal e profissional. O primeiro passo para um estudante de Psicanálise é compreender a mente humana, o que permite a identificação de emoções, sentimentos, pensamentos e comportamentos próprios e de outras pessoas, por isso, o processo de aprendizagem sobre a psique e seu funcionamento, propicia naturalmente o autoconhecimento e influenciará na melhoria da percepção do outro e portanto das relações interpessoais.
O curso oferece a qualificação para a atuação na área clínica, no entanto, muitas pessoas também procuram o estudo da Psicanálise para agregar conhecimento em outras áreas profissionais e não necessariamente trabalhar como psicanalista.

Preciso ter formação em medicina ou psicologia para ser um psicanalista?
Para Sigmund Freud, a psicanálise é uma profissão de pessoas leigas que curam almas, e não necessariamente precisam ser profissionais da medicina ou sacerdotes. Até hoje, tal como Freud preconizou, a atuação da psicanálise é livre para todos os interessados e que tenham afinidade com os estudos propostos pela área.
Mesmo que nenhuma lei tenha especificado o oposto, é comum que algumas escolas exijam uma formação superior ou formação nas áreas da Psicologia ou Medicina. Independente dos requisitos de cada escola, é muito importante que o formando se conscientize do compromisso com uma sólida formação, da necessidade de um verdadeiro envolvimento e dedicação ao aprofundamento dos diversos e complexos estudos que constroem a prática psicanalítica.
Para ser reconhecido como Profissional Psicanalista, integrativo ou não, é necessário possuir não apenas amplo conhecimento teórico e prático, assimilado em uma Escola Psicanalítica habilitada, mas também, possuir boa formação e educação, comportamento ético e conduta moral íntegra.

A certificação me permite atuar profissionalmente?
Sim. A formação em Psicanálise e Psicanálise Integrativa é considerada um curso livre e é aberta para todas as pessoas que se interessem pela área da saúde mental e estejam prontas para se dedicarem verdadeiramente a um caminho de aprofundamento teórico e prático para assim exercer com qualidade a ocupação.
Nossa escola oferece o apoio essencial para sua formação. Baseada no que Freud nomeou como tripé da psicanálise: análise pessoal, supervisão e estudo teórico, disponibiliza aos futuros profissionais o acesso aos conceitos fundamentais para a prática psicanalítica integrativa.

Existe legalização da profissão no país?
A atividade Psicanalítica no Brasil, não possui regulamentação, isto é, não há cursos de formação e/ou graduação autorizados pelo MEC (Ministério da Educação) ou um Conselho Regulamentador da Profissão. Portanto, sua formação caracteriza-se por ser independente e de caráter profissionalizante por escolas formadas por profissionais Psicanalistas qualificados por anos de estudos.
O Curso é autorizado pela LDB (Leis de Diretrizes Básicas, legislação que regulamenta o sistema educacional público ou privado do Brasil, da educação básica ao ensino superior). A atividade profissional do Psicanalista, também é permitida e reconhecida pelo Ministério do Trabalho e Emprego Brasileiro sob a CBO (Código Brasileiro de Ocupação, norma de classificação numerativa e descritiva de atividades econômicas e profissionais, determinada pela Comissão Nacional de Classificação para o uso de órgãos governamentais – CBO de número: 2515-50). É importante ressaltar que mesmo que a Psicanálise não possua Conselho Regulamentador, não diminui a exigência ética e acadêmica para a formação.

Quais são os passos para a formação na Escola Brasileira de Linguagem do corpo e Psicanálise – Cristina Cairo?
A formação em nossa escola se dá a partir de do que Freud nomeou como tripé da psicanálise: análise pessoal, supervisão e estudo teórico que dará aos futuros profissionais o acesso aos conceitos fundamentais para a prática psicanalítica integrativa.
– ESTUDO TEÓRICO: Serão 24 meses de aulas teóricas regulares;
– ANÁLISE PESSOAL: O aluno iniciará durante o curso um processo terapêutico (exigência de 20 sessões comprovadas), com um dos profissionais da equipe ou um profissional de livre escolha fora da escola. É necessário que o profissional tenha formação em Psicologia ou Psicanálise. O aluno que optar por fazer terapia fora da escola, trará uma carta que comprove as 20 sessões já realizadas, com carimbo e assinatura do profissional terapeuta assim que finalizar essa quantidade de sessões. Ainda como parte do processo analítico pessoal, o aluno deverá vivenciar uma sessão com um dos profissionais da equipe ou um profissional de livre escolha fora da escola, de cada uma das abordagens a seguir: Linguagem do Corpo, Constelação Sistêmica Familiar, Programação Neurolinguística e Astrologia;
– SUPERVISÃO: o aluno poderá optar por um dos 2 formatos para o aprendizado prático com auxílio de um profissional da equipe:
* Prática Psicanalítica e Estudos de Casos Clínicos: sessões individuais com orientação de um supervisor da equipe objetivando o aprimoramento e desenvolvimento direcionado do trabalho clínico;
* Atendimento de um paciente na clínica escola:  com a supervisão de um profissional da equipe, experienciando na prática o atendimento Psicanalítico Integrativo de um paciente em nossa Clínica Escola.

Outros requisitos que fazem parte dos passos para a formação:
– APRESENTAÇÃO DE 200 HORAS DE ESTUDOS COMPLEMENTARES:  As atividades extraclasse têm o objetivo de agregar novos conhecimentos à sua futura atuação como Psicanalista Integrativo. É considerado um complemento às atividades didático-pedagógicas desenvolvidas ao longo do curso, relacionadas à ampliação da formação profissional e social. Envolve as seguintes experiências: cursos, palestras, workshops, vivências, terapias, grupos de estudos, cursos online (desde que contenham certificado ou comprovação de curso pela instituição ou profissional ministrante), lives, estudos direcionados entre outras. Todas as experiências relacionadas à formação em Psicanálise Integrativa serão consideradas como ATIVIDADES COMPLEMENTARES que, para serem validadas, devem ser avaliadas pela coordenação pedagógica.

– MANUFATURA DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO: será solicitado no formato de um artigo e tem o objetivo de contribuir com os alunos na assimilação dos conteúdos desenvolvidos durante o curso, com base nos seguintes contextos: Teorias da Psicanálise; Conhecimentos Psicológicos e Integrativos abordados formação; Linguagem do Corpo – teoria e prática, experiência e filosofia e Prática Clínica da Psicanálise Integrativa.

Qual o conteúdo da formação em Psicanálise Integrativa com Linguagem do Corpo?
Módulo Teórico: Psicanálise – Abordagem Psicanalítica e a Psique – Conteúdo das aulas regulares
-Psicanálise Freudiana - Sigmund Freud
-Psicanálise Junguiana - Carl Gustav Jung
-Linguagem do Corpo - Psicologia da correlação
-Neurociências
-Psicopatologia
-Psicofarmacologia Clínica
-Meditação – Estudos e Práticas
-Introdução à teoria de Jacques Lacan
-Introdução à teoria de Melanie Klein
-Introdução à PLN - Programação Neurolinguística
-Introdução à Constelação Familiar Sistêmica
-Introdução à Astrologia para a Clínica Psicanalítica
-A Prática Clínica em Psicanálise Integrativa

Módulo Prático – Extraclasse – investimento adicional:
--Terapia Individual
--Consultas em Linguagem do Corpo, PNL, Astrologia e Constelação Sistêmica Familiar
--Estágio - Supervisão: -Prática Psicanalítica e Estudos de Casos Clínicos com um supervisor Ou Atendimento de um paciente na clínica escola com supervisão
--Apresentação de Atividades Complementares ao curso: complemento às atividades didático-pedagógicas, formações e estudos desenvolvidos anteriormente e ao longo do curso, relacionadas à ampliação da formação, profissional e social
--Pesquisas, trabalhos e reflexões sobre os módulos
--Manufatura de um Artigo – Trabalho de Conclusão do Curso
  *O calendário das aulas será disponibilizado ao longo do curso.

Quando posso atuar como Psicanalista Integrativo?
A conclusão do curso, ocorrerá mediante finalização / aprovação dos seguintes requisitos:
- Teorias (aulas regulares);
- Análise pessoal com psicanalista e/ou psicólogo;
- Atendimento em cada linha de conhecimento a seguir (uma sessão de cada): Linguagem do Corpo, PNL (Programação Neurolinguística), Constelação Sistêmica Familiar e Mapa Astrológico;
- Supervisão: prática clínica e estudos de casos com supervisor ou atendimento de um paciente na clínica escola com supervisão;
- Estágio em atividades complementares – 200 horas;
- Manufatura do trabalho de conclusão de curso – Artigo.


É importante ressaltar a importância de uma sólida formação nos conceitos psicanalíticos, em linguagem do corpo e um alto nível de responsabilidade para se autorizar como Psicanalista Integrativo com Linguagem do Corpo.
Ao concluir todas essas exigências, o aluno receberá um Certificado que lhe dará direito a clinicar como Psicanalista Integrativo – verificar a legislação de seu país / certificado válido em todo território brasileiro segundo a legislação vigente.